Pagina inicial

Capas Reveladas/Cover Reveals: The Darkest Sunrise Due – Aly Martinez

Capas Reveladas/Cover Reveals 
The Darkest Sunrise Due – Aly Martinez


The darkest Sunrise - Aly martinez 
Data de lançamento em inglês :13/07/2017

Sinopse /Synopsis 

Paus e pedras vão quebrar meus ossos, mas palavras nunca me fará mal. 
Quem inventou essa frase é um mentiroso descarado. As palavras são, muitas vezes, a arma mais afiada de todas, provocando alguns das mais poderosas emoções que um ser humano pode experimentar.
"Você está grávida."
"É um menino"
"Seu filho precisa de um transplante de coração."
Paus e pedras vão quebrar meus ossos, mas palavras nunca me farão  mal. 
Mentiras.
Letras e sílabas não podem ser tangíveis, mas eles ainda podem destruir toda a sua vida mais rápido que uma bala de uma arma.
 Duas palavras — isso que  bastou para extinguir o sol do meu céu.
"Ele se foi."
Por dez anos, a escuridão me consumiu. 
No final, eram quatro palavras  profundas, roucas que me deram esperança de outro nascer 
Ado sol. "Oi. Eu sou Porter Reese. 
***
Sticks and stones will break my bones, but words will never harm me.
Whoever coined that phrase is a bald-faced liar. Words are often the sharpest weapon of all, triggering some of the most powerful emotions a human can experience.
“You’re pregnant.”
“It’s a boy.” 
“Your son needs a heart transplant.”
Sticks and stones will break my bones, but words will never harm me.
Lies.
Syllables and letters may not be tangible, but they can still destroy your entire life faster than a bullet from a gun.
Two words—that was all it took to extinguish the sun from my sky.
“He’s gone.” 
For ten years, the darkness consumed me.
In the end, it was four deep, gravelly words that gave me hope of another sunrise. 
“Hi. I’m Porter Reese.”


The Brightest Sunset ( The Darkest Sunrise Duet #2) – Aly Martinez
Data de lançamento em inglês :27/07/2017

Sinopse/Synopsis.

Paus e pedras vão quebrar meus ossos, mas palavras nunca me farão  mal. 
Besteira.
Palavras me destruíram.
"Eu sinto muito.Ela não conseguiu." 
"Papai, ele não consegue respirar!"
 "Não há nada que mais podemos fazer por seu filho."
Paus e pedras vão quebrar meus ossos, mas palavras nunca me farão  mal. 
Mentiras.
Essas letras e sílabas tornaram-se  meu carrasco. Disse a mim mesmo  que, se eu não reconhecer a 
dor e o medo, eles teriam nenhum poder sobre mim. Mas, como o passar dos anos, o ódio e a raiva à deixados para  trás  começaram a me controlar.
Duas palavras — foi isto que bastou para mergulhar minha vida na escuridão.
 "Ele se foi".
 No final, eram quatro palavras macias, sedosas  que me deram esperança de outro nascer do sol. 
"Oi. Eu sou a Charlotte Mills."
***

Sticks and stones will break my bones, but words will never harm me.
Bullshit.
Words destroyed me. 
“I’m sorry. She didn’t make it.”
“Daddy, he can’t breathe!” 
“There’s nothing more we can do for your son.”
Sticks and stones will break my bones, but words will never harm me.
Lies.
Those syllables and letters became my executioner. I told myself that, if I didn’t acknowledge the pain and the fear, they would have no power over me. But, as the years passed, the hate and the anger left behind began to control me.
Two words—that was all it took to plunge my life into darkness.
“He’s gone.” 
In the end, it was four soft, silky words that gave me hope of another sunrise. 
“Hi. I’m Charlotte Mills.”







Nenhum comentário:

Postar um comentário